Fios de sustentação

Os fios de sustentação são utilizados há décadas com o objetivo de promover lifting e reposicionar os tecidos de forma não cirúrgica. Com a evolução das técnicas de aplicação e da própria tecnologia utilizada para a fabricação, os fios definitivos foram substituídos por não definitivos, que são completamente absorvidos pelo corpo e tem um risco menor de efeitos colaterais.
Os principais fios de sustentação que são utilizados nos dias de hoje são aqueles compostos de polidioxanona (PDO) e ácido Poli L Lático (PLLA). Esses fios promovem lifting facial, corporal e estímulo de colágeno, sendo aprovados pela ANVISA para esses fins.

Existem diferentes tipos de fios que podem ser utilizados e depende muito de qual vai ser a indicação. Por exemplo, os fios podem ser usadas com a função exclusiva de estimular colágeno ou podem também ter a função de promover tração da pele. O período de absorção do fio pelo corpo varia de 180 a 240 dias, e acontece por um processo de hidrólise do fio com sua completa dissolução.

Eles podem ser aplicados por meio de agulhas ou cânulas e promovem uma reação inflamatória na derme com o objetivo de estímular o colágeno da região. O tratamento é seguro e pode ser realizado em várias áreas do rosto como: olheiras, pés de galinha, glabela, bigode chinês, ruga da marionete, código de barras, para fazer elevação das sobrancelhas, no pescoço e colo e em várias áreas do corpo. Inclusive podemos tratar determinadas regiões em que o preenchimento facial não pode ser realizado.

Após o procedimento já é possível observar melhora, porém o resultado será mais evidente após duas a quatro semanas. A recuperação é simples e o paciente não precisa se afastar de suas atividades habituais.

As recomendações pós procedimento incluem não realizar atividades físicas e evitar deitar sobre o rosto por 2 semanas.


WhatsApp
Oi! Venha falar direto com a gente por WhatsApp!
Powered by